Como emitir a guia do MEI: passos simples para ficar em dia

Entender como emitir a guia do MEI é o primeiro passo para garantir a regularidade do teu negócio. Como microempreendedor individual, estar atento às obrigações fiscais mantém tudo sob controle e evita problemas com a Receita Federal.

Mensalmente, como MEI, você deve emitir e pagar a Guia do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS-MEI), que compreende tributos como INSS, ISS e ICMS. Esse compromisso é necessário para usufruir dos benefícios previdenciários tais como aposentadoria e auxílio-doença.

Não deixe para a última hora. Emitir e pagar o DAS-MEI até o dia 20 de cada mês é uma regra que evita multas e juros. Sabemos que às vezes a rotina é corrida, mas essa cautela pode poupar seu bolso e evitar dor de cabeça futura. Continue lendo e veja como é simples manter seu MEI em dia!

Passo a passo para emissão da guia DAS-MEI

Emitir o boleto através do portal do empreendedor

Emitir a guia do MEI pelo Portal do Empreendedor é uma tarefa simples. Primeiro, acesse o site com seu CNPJ e siga as instruções. É importante manter seu cadastro atualizado para concluir o processo com sucesso.

Ao acessar o portal, clique na opção de emissão da guia DAS-MEI. Você terá que preencher os campos solicitados com informações precisas sobre seu faturamento. Logo após, a guia será gerada para o pagamento.

Esse boleto é o documento de arrecadação do Simples Nacional referente ao seu MEI e pode ser pago em casas lotéricas ou agências bancárias. Saiba como emitir sem complicações e mantenha-se regular com a Receita Federal.

Saiba como emitir a guia pelo app MEI da receita federal

O App MEI é um aplicativo desenvolvido pela Receita Federal que facilita a vida do microempreendedor. Após baixar e abrir o aplicativo, insira seu CNPJ para ter acesso às funcionalidades.

Dentro do app, selecionar a opção de emissão do DAS-MEI é o segundo passo. A plataforma irá calcular o tributo a ser pago baseado em seu faturamento mensal. Uma vez gerada, a guia pode ser paga diretamente pelo app ou impressa para pagamento externo.

O App MEI está disponível tanto para Android como iOS e é um recurso extremamente útil para quem quer simplificar a emissão e o pagamento da guia de arrecadação do Simples Nacional.

Emitir a guia DAS via PGMEI: entenda o processo

O PGMEI, ou Programa Gerador de DAS do Simples Nacional, é outro meio eficiente para emitir sua guia DAS-MEI. Acesse o site do Simples Nacional e entre com seu CNPJ e código de acesso.

Dentro do PGMEI, selecione o ano e o mês de referência para o qual deseja pagar a guia. O sistema calcula automaticamente o valor do tributo, levando em consideração o seu faturamento. Depois, é só emitir o boleto para pagamento.

Você pode pagar o boleto gerado via internet banking, lotéricas ou em bancos. É um método seguro e prático para você manter suas contribuições em dia sem sair de casa.

Regularização Fiscal do Mei

Não paguei o Das Mei: o que faço?

Caso não tenha pago o Das Mei, é importante regularizar a situação para evitar problemas com a Receita Federal. A primeira ação é acessar o Portal do Empreendedor e imprimir o boleto atrasado. Lembre-se, ao pagar após o vencimento, juros e multas serão aplicados.

Para gerar o boleto, entre com seu CNPJ e siga os passos indicados pelo sistema. A emissão da guia já virá com os acréscimos devidos pelo tempo de atraso. Agora é só realizar o pagamento via internet banking, casas lotéricas ou agências bancárias.

É possível pagar o Das Mei atrasado? Como fazer

Sim, é possível pagar o Das Mei atrasado. O procedimento é feito pelo Portal do Simples Nacional ou pelo aplicativo do Mei. Ao acessar, procure pela opção de Apuração de Débitos e clique na opção de Das de períodos anteriores.

Escolha o período que deseja pagar e o sistema irá criar o boleto já com os valores atualizados com multa e juros. Após a emissão do boleto, você poderá pagar o das mei utilizando as diversas opções disponíveis de pagamento, como pagamento via Pix ou em locais autorizados.

Parcelamento Das Mei: Como reorganizar seus débitos

O parcelamento das dívidas é um caminho para o Mei que precisa reestruturar sua situação fiscal. Pode-se iniciar o processo pelo site do Simples Nacional, onde você irá acessar a opção de Parcelamento. Insira seu CNPJ e cadastre um código de acesso, caso ainda não tenha um.

A plataforma permitirá que você visualize a melhor forma de parcelar os débitos. Após o parcelamento, é crucial seguir com os pagamentos das parcelas em dia. Assim, evitará a acumulação de mais dívidas e manterá seu CNPJ Mei ativo e regular.

Com essas dicas, esperamos que consiga manter seu Mei continuamente regularizado e funcionando sem contratempos. Continuar pagando as guias em dia deve ser uma prioridade para o bom funcionamento do seu microempreendimento.

Procedimentos adicionais para o MEI

Como emitir o DAS MEI de excesso de receita?

Se o teu faturamento ultrapassou o limite permitido para o MEI, que é de R$ 81 mil por ano, precisas emitir um DAS complementar. Isso ocorre porque houve excesso de receita bruta e esse tributo adicional é proporcional ao que foi excedido. Para emitir esse DAS, acesse o portal do Simples Nacional.

Neste momento, ao acessar o portal, tens de preencher o campo específico com o valor que ultrapassou o limite. Após isso, o valor do tributo será calculado e a guia para pagamento poderá ser gerada. Fica atento, pois pagar todas as guias em dia é fundamental para ser MEI e desfrutar de seus benefícios.

Paguei o mês errado: como solicitar estorno do pagamento?

Todo mundo erra, e isso pode acontecer ao pagar uma guia do MEI. Se realizaste o pagamento em duplicidade ou no mês errado, fica calmo. Primeiro, procura o recibo do pagamento. Com ele em mãos, vais precisar entrar em contato com a instituição financeira que fez o recebimento para que possam orientar sobre o processo de estorno.

É importante destacar que o estorno não é automático e a solicitação deve ser feita o quanto antes. Acesse o aplicativo do banco ou vá diretamente até uma agência para solicitar o estorno. Em alguns casos, será necessário acionar a Receita Federal para ajustar o pagamento efetuado erroneamente.

Cuide desses detalhes extras e mantenha seu negócio na linha. O livreto da tua trajetória empreendedora não deve ter páginas de complicação fiscal. Estamos aqui para te ajudar a seguir o roteiro sem apertos ou dores de cabeça.

Dúvidas frequentes e orientações finais

É possível gerar e pagar o boleto MEI pelo celular?

Sim, como microempreendedor individual, você pode gerar e pagar o boleto MEI usando seu celular. Esse procedimento é feito através do aplicativo MEI da Receita Federal, que simplifica a vida de quem tem um negócio próprio. Após instalar o aplicativo, use seu CNPJ para acessar a plataforma e selecionar a função de emissão da guia.

Praticidade é a palavra-chave aqui, pois poderá realizar o pagamento do documento de arrecadação do Simples Nacional com apenas alguns toques. Utilize as formas disponíveis como internet banking ou QR Code. Ser MEI e manter as obrigações fiscais em dia nunca foi tão acessível.

Débito automático para o MEI: Uma forma de otimizar seus pagamentos

Adotar o débito automático é uma estratégia inteligente para que você, como MEI, mantenha seus pagamentos sempre em dia. Para configurar esse serviço, acesse o portal do Simples Nacional, clique na opção adequada e siga os passos para cadastramento. Assim, todo mês, o boleto de pagamento da sua contribuição previdenciária será pago automaticamente.

Esse método evita atrasos e ajuda a manter o foco no faturamento do seu negócio sem se preocupar com datas de vencimento. Use essas dicas para ficar tranquilo quanto às responsabilidades fiscais e aproveite para concentrar-se em ampliar seu empreendimento.

Agradecemos por acompanhar até aqui e esperamos que as informações tenham sido úteis para simplificar a forma como emite a guia do MEI. Até o próximo artigo e continue atento às nossas atualizações!

Avatar photo
Letícia Paiva

Sou Letícia Paiva, redatora apaixonada por ética e bem-estar no ambiente de trabalho e na vida pessoal. Com formação em Comunicação Social e especialização em Marketing Digital, uno minha paixão pela escrita e meu compromisso com práticas éticas para contribuir com conteúdos que inspiram transformações positivas. No blog Ética Benefícios, compartilho reflexões e dicas sobre como a ética pode ser a chave para uma vida mais equilibrada e significativa, tanto profissionalmente quanto pessoalmente!

Artigos: 64

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *